Deixe um comentário

Sensores de Estacionamento – Como funcionam e como instalar

Hoje em dia, a “febre” pelos sensores de estacionamento ou aproximação já chegou ao público em geral e, com a oferta de várias marcas (nacionais e importadas) – aliada ao fato de ser um item de fácil instalação e segurança – transformaram o produto numa espécie de unanimidade entre os proprietários de carros e instaladores. Mas, pensando bem, você sabe como ele funciona?

Pois é, o sensor de estacionamento funciona assim: quando você engata a marcha-ré do carro, os sensores de aproximação instalados no pára-choque (traseiro ou dianteiro) passam a calcular a distância entre o veículo ou obstáculo, exibindo essa informação num display instalado no painel do veículo e acompanhado de um “bip” que – na medida em que o carro se aproxima do outro veículo/obstáculo – ficará cada vez mais intermitente. Já quando o veículo estiver em movimento normal (ou seja, sem estar manobrando) irá informar a temperatura interna e externa através de seus dois sensores.

O resultado direto é que as colisões e acidentes, frutos de manobras de estacionamento serão drasticamente reduzidas. É, desde sua criação, um acessório ideal para pessoas que estacionam frequentemente nas ruas e que possuem veículos com baixa visibilidade traseira.

Bem, o sensor de aproximação automotivo é um sensor sonoro, diferente dos sensores indutivos, capacitivos ou fotoelétricos (muito usados em aplicações industriais) e é, basicamente, muito simples. Você poderá reparar que, em cada instalação, sempre há uma ou mais duplas de sensores, aparentemente idênticos mas distintos em um quesito: enquanto um é o agente emissor de um sinal sonoro, o outro é o receptor. Da mesma forma como nos radares naturais dos morcegos, o sistema envia um sinal sonoro, que é refletido na superfície mais próxima e é recebido de volta pelo outro sensor. Simples e genial!

Veja abaixo como você – instalador ou aficionado pelo seu carro – pode instalar um acessório deste tipo.

  1. Leia o manual de instalação do produto para checar a altura e distâncias recomendadas entre os sensores e o chão. Com a fita métrica e o marcador de texto, faça uma marca nos pontos de furação no pára-choque.
  2. Posicione a caixa de controle dentro do porta-malas. Algumas têm velcro para fixação no carpete. Prenda o sinalizador sonoro onde preferir. Certifique-se que os locais escolhidos permitem a passagem dos fios.
  3. Coloque a broca (geralmente inclusa no kit) numa furadeira e faça os furos nos pára-choques, seguindo as marcações (passo 1). Antes de furar, verifique se o local escolhido não tem partes metálicas ou fios.
  4. Instale os sensores no pára-choque e leve os fios até a caixa de controle. Abra o farol traseiro e identifique o soquete da lâmpada de ré. Com a solda, prenda os cabos que alimentarão a caixa controladora.
  5. Corte o excesso de fios e proteja os contatos elétricos contra poeira, água e altas temperaturas. Para melhorar o acabamento, esconda os cabos entre a lataria e o carpete do veículo.
  6. Ligue o contato da ignição (que aciona a parte elétrica do veículo sem acionar o motor) e engate a ré. Peça para alguém se aproximar do carro vagarosamente para testar o funcionamento dos sensores.

No site dá RAFCAR temos sensores de 4 e 8 pontos de sensor em promoção confira: SENSORES DE ESTACIONAMENTO RAFCAR

Fonte: Revista AutoMOTIVO

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 477 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: